Reconecte Lab

Expedição Parkour em Itatiaia

Data da Viagem: 19 maio 2017

Propósito da Viagem?

A expedição de parkour em Itatiaia foi criada para desafiar os viajantes a questionarem seus limites e buscarem um caminho autentico em meio a natureza.


O QUE ROLOU?

 

O primeiro dia de viagem foi com certeza um teste de positivismo em relação ao tempo. Ao chegarmos à tarde no Parque Nacional de Itatiaia fomos recebidos com muita nevoa, chuva e frio. Muito frio. Nos hospedamos no Abrigo Rebouças e enquanto guardávamos nossos pertences podíamos sentir o cheiro da sopa e do chá quente sendo preparados na cozinha ao lado. Nos aconchegamos e ficamos conversando até o anoitecer. Tivemos uma grande surpresa quando o barulho da chuva parou e, ao sairmos presenciamos um tempo aberto com algumas estrelas começando a aparecer no céu. Pudemos então dar uma pequena volta para ambientar todos sobre o espaço em que estávamos inseridos.

 

Seis da manhã do dia seguinte e nós do staff já estávamos de pé para preparar o café da manhã e os mimos para os viajantes. Avisamos a todos para deixarem o celular de lado e não se preocuparem pois nós iríamos acordar todo mundo no horário certo. Colocamos uma música matinal bem baixinha enquanto acordamos um por um convidando para tomar café. Na mesa tínhamos pães de diferentes tipos, chá quente, ovos mexidos, berinjela temperada, café, homus, granola e diversas frutas.

 

 

Fizemos uma breve roda de conversa para todos expressarem como estavam e em seguida partimos para nosso dia de atividades. O tempo estava frio, porém com sol e foi muito bonito avistar toda a paisagem do parque pela manhã. Fizemos uma leve caminhada de trinta minutos até um local de algumas rochas empilhadas. O intuito agora era criar um senso de corresponsabilidade com o medo de cada um. Estipulamos alguns locais em que cada viajante iria se jogar nos braços do grupo, assim experienciando uma sensação de medo e confiança.

 

 

Em seguida, distribuímos vendas para que todos testassem a sensação de escalar uma pequena via positiva sem enxergarem. Com isso, buscávamos ampliar a percepção de outros sentidos além da visão, mostrando que muitas vezes nosso medo é engrandecido pelos nossos olhos. Tivemos muitos insights ao compartilharmos as sensações de superação de cada um.

 

 

Fizemos um delicioso pique nique com uma vista maravilhosa do parque enquanto nos preparávamos para a parte da tarde. O desafio era atravessar um determinado percurso do rio, próximo ao abrigo, e chegar até um ponto após a cachoeira. Todos do grupo deveriam chegar até o ponto estipulado para que a prova fosse completada e eles teriam acesso a uma corda de três metros como suporte. Além disso, ninguém poderia encostar ou cair na água pois ela estava congelantemente perigosa. Cada um poderia fazer o caminho que preferisse, desde que se mantivessem no percurso do rio. Foi então que presenciamos inúmeras cenas maravilhosas de superação, trabalho em grupo, criatividade, solução de problemas, medo, desafios, adrenalina e muita muita alegria quando todos finalizaram algo que não sabiam que poderiam fazer.

Todos exaustos e ao retornarmos para o abrigo, abrimos a porta e nos deparamos com uma mesa cheia de comida e chá pronto para ser servido. Era mais um dia de satisfação e dever cumprido.

No último dia, acordamos preparando os mesmos mimos do sábado. Essa manhã estava mais fria e nublada. Era nosso grande momento de testar as habilidades aprendidas no dia anterior. Nos encontramos com o guia que iria nos conduzir até o Pico de Prateleiras.

Caminhamos meia hora até um local onde fizemos um aquecimento para preparar nosso corpo e mente para os desafios que estavam por vir. Ao chegar na base de Prateleiras, descansamos alguns minutos vislumbrando a paisagem maravilhosa do vale coberto por um mar de nuvens.

 

 

Mais alguns minutos caminhando e chegamos até o local de exercícios técnicos de parkour. Montamos alguns circuitos para ampliar o leque de habilidades que cada viajante poderia utilizar naquelas situações. Havia escalada, saltos de precisão, passagem de obstáculos, rastejar pelos buracos, dentro outros. Feito isso, iniciamos a caminhada mais técnica até o cume de Prateleiras.

 

 

Foram diversos desafios sendo superados em meio a grandes precipícios e buracos. Chegamos no cume e o tempo estava bastante nublado e frio. Porém a vista com certeza era de impressionar. Todos estavam maravilhados com o cenário. Fizemos uma meditação do grito para nos acostumarmos melhor com a altura e o medo e liberarmos toda nossa energia para os ventos da montanha. E quando todos acharam que havia terminado, informamos que nossa descida seria via rapel pelo paredão de 50 metros que desce do cume de Prateleiras até a base. Muito medo para alguns e muita diversão para outros, conseguimos todos atingir o objetivo de descer em segurança.

 

 

Voltando para o abrigo podíamos ver no rosto de todos o cansaço físico e uma felicidade revigorante. Fizemos uma última partilha para que todos pudessem expressar o que sentiram e o que acharam de toda viagem. Com certeza foram momentos únicos de muita superação, aprendizado, apoio, aventura, medo e satisfação que ficarão vivos nas memórias de todos que estavam lá.

Compartilhe:

O QUE OS VIAJANTES DISSERAM?

[Nome]
Bill

A gente aprende que quanto mais conforto menos a gente lembra o que pode fazer. Então realmente a viagem foi uma relembrada do que é possível.

[Nome]
Carol

Eu tenho coragem e mais confiança nas outras pessoas. Eu acho que Itatiaia te mostra como se adaptar ao ambiente, pois a natureza não vai se adaptar a você.

[Nome]
Danilo

Tiveram coisas que eu não imaginava, como por exemplo o rapel, e eu tive que superar um medo de muito tempo atrás. Muito medo mas muito bom e muito gratificante. Superou demais minhas expectativas em todos os sentidos. A aventura faz eu me sentir mais vivo! Você sai daquele conforto do dia a dia e isso enriquece as pessoas.

[Nome]
Marina

Todas as experiências foram muito intensas e o grupo fortaleceu muito. O ambiente é maravilhoso mas a sensação que eu tive é de que qualquer lugar que fosse seria incrível de qualquer maneira. Essa experiência é um aprendizado para ser continuado, descobrir novos lugares, com novas dificuldades e continuar explorando.

Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter
e fique por dentro de nossas novidades!

Contato

Telefone
(11) 99162-0096

Deixe uma mensagem, uma sugestão ou um comentario!

Informações do Rodapé

Reconecte Lab

Sobre Nós

A Reconecte Lab é um espaço de criação de viagens terapêuticas.

Desenvolvemos jornadas e experiências de aprofundamento interno em diferentes ambientes espalhados pelo Brasil. Nossa maior paixão é promover autoconhecimento fora da nossa zona de conforto

Saiba Mais